O Curso de Sistemas de Informação


Objetivos do curso

Formar profissionais capacitados a atuar no ambiente de informática das empresas, projetando e desenvolvendo software, com competência para analisar, modelar e projetar soluções apoiadas por computador, para os processos administrativos e de negócios das empresas. O Aluno deverá ter amplo conhecimento do processo de informática nas empresas para atuar em seus diversos setores, tais como fábrica de software (gestão do projeto, análise, projeto, programação, teste e implantação) e gestão de contratos, compra e personalização de soluções integradas de software.

A longo prazo, espera-se que um polo de indústrias da área de informática se estabeleça na região leste da cidade de São Paulo, estimulada pela mão de obra dos estudantes que ser formarão no curso de sistemas de informação e também por empresas iniciadas por esses próprios egressos. O curso de mestrado em Sistemas de Informação foi criado em 2010, tendo como um dos objetivos melhorar a capacitação dos docentes e pesquisadores em computação de outras universidades, faculdades e institutos de pesquisa da região.

 

Competências / Habilidades

Os egressos do curso de Bacharelado em Sistemas de Informação são capacitados a aplicar seus conhecimentos de forma independente, inovadora e empreendedora, acompanhando a evolução do setor de Tecnologia de Informação e contribuindo para a busca de soluções nas diferentes áreas aplicadas e possuem:

  • boa formação humanística, que inclui a compreensão do mundo e da sociedade, capacitação para o desenvolvimento de habilidades de trabalho em grupo e de escrita técnica e expressão oral;
  • formação em negócios que permite uma visão da dinâmica organizacional;
  • conhecimento básico de legislação e propriedade intelectual.

Conforme definido nas diretrizes curriculares do MEC, o profissional desta área será formado com competências e habilidades para desenvolver, implementar e gerenciar uma infraestrutura de tecnologia da informação (computadores e comunicação), dados (internos e externos) e sistemas que abrangem toda a organização. Tem também a responsabilidade de fazer prospecção de novas tecnologias da informação e auxiliar na sua incorporação às estratégias, planejamento e práticas da organização, bem como apoiar o desenvolvimento de sistemas de tecnologia de informação departamentais e individuais.

A atuação desse bacharel no mercado de trabalho será como empregado de empresas e organizações de todas as áreas que necessitem do uso de computadores para automatizar seus processos, ocupando postos de trabalho normalmente chamados de “Analista de Sistemas”, mas que possuem muitas denominações na prática profissional, tais como engenheiro de software, programador, analista-programador e analista de negócios. Poderá também atuar com empreendedor, criando sua própria empresa de desenvolvimento de software (fábrica de software), fazendo consultoria ou atuando como “freelancer”. Alguns poderão dirigir-se aos cursos de mestrado e doutorado.

 

Capacidade de adaptação do egresso à evolução da Computação e de suas tecnologias

 

A ênfase é dada a métodos de análise, projeto e desenvolvimento de sistemas de informação, banco de dados, ferramentas para ambientes computacionais e engenharia de software. Uma boa formação básica é oferecida para permitir o domínio do uso e evolução da computação na área de sistemas de informação, tanto do ponto de vista acadêmico como prático.

Por Sistemas de Informação, como área de pesquisa, entende-se um conjunto que englobe as duas grandes áreas: (a) aquisição, desenvolvimento e gerenciamento dos recursos e serviços da tecnologia da informação e (b) desenvolvimento e evolução de sistemas e infraestrutura tecnológica para uso em processos organizacionais. Ambos os aspectos são amplamente cobertos pelo currículo proposto.